Posts com Tag ‘Brasil’

Ulisses bezerra já é conhecido como o dublador de Shun de Andrômeda (cavaleiros do zodíaco), Charlie Brown (Snoopy) e o homem aranha (3D), hoje dirige a dublagem para variarias empresas, como Level Up (Grand Chase), Riot Games (League of Legends) e Hoplon (Heavy Metal Machines). Também gerencia o curso Universidade de Dublagem.

Ulisses explica que a dublagem dos games é diferente da dublagem tradicional de filmes e series, somente as faixas de áudio são enviadas aos estúdios de dublagem. Portanto os atores devem se orientar em atingir as batidas exatas no tempo das falas das personagens. E por nem sempre receber imagens, a voz é escolhida pela semelhança que tiver com a original.

No caso de League of Legends, três vozes são testadas e mandadas para Riot Games, que decide qual delas vai escolher para o personagem. Nos casos qual o original apresenta efeitos ou distorções Ulisses prefere receber as vozes puras, para que depois sejam editadas.

A chegada das vozes para os games depende da preferencia da empresa, quando ela vai decidir lançar o produto, acompanhando os lançamentos internacionais ou depois.

Sobre o mercado da dublagem de games, fala que algumas empresas buscam somente a dublagem dos jogos, mais baratos que sejam e não com a qualidade, deixando o jogo pobre e às vezes longe do propósito original. Por isso insiste que sejam procurados estúdios e dubladores bons para que o produto também seja.

Um fato relevante levantada por Ulisses foi à necessidade da dublagem bem feita, nos games e outros meios, ela traz velocidade para entender o que acontece na tela. Por mais fluente que sejam em outros idiomas, o português sempre será a primeira língua de todos os brasileiros, por esse motivo as vozes estando na nossa língua facilita o aproveitamento do produto. E também por vivermos em um país em que nem todos falam inglês, a dublagem expande o publico alvo do produto. “o custo (dublagem) é muito baixo para os resultados de vendas que você vai ter” completa.

No futuro de acordo com ele, os números de jogos dublados vai aumentar como aconteceu com os filmes.

Alex Mamed Jordão é considerado o maior colecionador de vídeo-games do Brasil. Ganhador do prêmio Rank Brasil, o livro dos recordes brasileiro, Alex tem 306 consoles únicos (sem repetir) reconhecidos, o que faz da coleção dele a maior do país.

Alex MamedAlex Mamed ganhou o prêmio de maior coleção de vídeo-games brasileira pela Rank Brasil – Foto: Rafael Bugni Costa

Mamed contou ao Game Century que sua paixão por vídeo-games começou no fim da década de 80, quando seu irmão trouxe um Atari 2600 do Paraguai, e aumentou quando ganhou um Master System de seu pai. A vontade de colecionar vídeo-games surgiu quando a locadora de games de Mamed fechou, e ele teve que ficar com vários aparelhos iguais. A partir daí, Alex começou a trocar os aparelhos por outros, dando início à sua enorme coleção.

Dentro de sua coleção, Mamed tem, por exemplo, um Magnavox Odyssey, considerado como o primeiro aparelho doméstico da história. Este vídeo-game foi lançado entre 1966 e 1968, pelo designer Ralph Baer, como um protótipo, além de outras peças raras como um Adventure Vision, de 1982, e um Megaduck, de 1983.

Hoje, Alex está trabalhando para abrir o museu do vídeo-game aqui no Brasil. “O projeto está caminhando bem. Já recebi propostas de grandes capitais e também de outros países para a doação do espaço.”, completa Mamed.

Ao final da entrevista, o colecionador nos contou que tem ainda muita vontade de continuar com sua coleção, adquirindo cada vez mais peças e lutando para conseguir o título de maior da América e talvez ainda maior do mundo.

A Sony Playstation realizou ontem, um evento de imprensa em São Paulo. O evento era destinado a falar sobre o futuro da Sony no Brasil. O Game Century marcou presença e agora conta para vocês como foi.Conferencia Sony                                                                                                                                                                           Foto: Rafael Bugni Costa

A coletiva de imprensa foi iniciada com as palavras (traduzidas para português) : “Nós sabemos que o preço do console no Brasil está inacessível. Nós da Sony estamos lutando e não vamos desistir até conseguirmos atingir o nosso objetivo, que é fazer com que todas as pessoas possam ter um Playstation 4 em suas casas.”

Vou agora listar para vocês as coisas que eu mais gostei no evento :

-> Todos os novos lançamentos como Killzone Shadow Fall, Infamous: Second Sun e Knack estão totalmente em Português do Brasil.

Conferencia Sony 4                                                                                                                                                                            Foto: Rafael Bugni Costa

-> Parceria do Instituto Ayrton Senna com o Gran Turismo 6. Parte da renda arrecadada mundialmente com as vendas, será transferida para beneficiar o próprio instituto. Além disso, teremos Interlagos e o grande piloto Senna como personagem jogável. Kazunori Yamauchi, criador da série Gran Turismo, estava presente no evento e disse belas palavras sobre o piloto e sobre a parceria com o instituto.

Interlagos é um autódromo que foi importante para a vida de Senna, é importante que esse circuito esteja presente.

Não é possível imaginar o mundo automobilístico sem ele.

Ps3 Bundle SennaConferencia Sony 5                                                                                                                                                                                                          Foto: Rafael Bugni Costa

-> Fácil acesso dos desenvolvedores indie em publicar jogos nas novas plataformas da Sony

Conferencia Sony 2                                                                                                                                                                           Foto: Rafael Bugni Costa

-> Forte investimento nos países da América Latina.

-> Estúdios da Sony Worldwide investindo e trabalhando juntos com estúdios de desenvolvimento de games da América Latina, inclusive no Brasil.

Conferencia Sony 3                                                                                                                                                                            Foto: Rafael Bugni Costa

-> Lançamento oficial da Playstation Plus no Brasil e em alguns outros países Latino-Americanos.

-> Criação dos jogos “Favoritos”. Uma espécie de Game Of The Year, mas voltada ao mercado brasileiro, com preço fixo de R$79,00.

Enfim galera, ainda tem muito mais coisas legais que foram anunciadas no evento, mas estas são as mais importantes.

Eu joguei vários jogos de Playstation 4 e posso dizer que o controle está excelente, com um grip muito bom e gráficos maravilhosos.

TawStudio Logo

A TawStudio, empresa independente de desenvolvimento de jogos, localizada em Pindamonhangaba, no estado de São Paulo, foi fundada em meados de 2010. O estúdio já desenvolveu um jogo educacional chamado O Desafio do 5S, e os premiados jogos Mr. Bree – Returning Home, e seu segundo jogo independente chamado de Jelly Escape.

Seus jogos já receberam vários prêmios muito importantes no Brasil. Seu primeiro jogo, Mr Bree – Returning Home, foi premiado com os títulos de: Melhor jogo de PC, Melhor aspecto sonoro, Melhor trilha sonora e Melhor jogo arte.
Mr BreeSeu segundo jogo lançado, Jelly Escape, foi premiado com o renomado prêmio de Best Online Game pelo Brazilian International Game Festival em 2012.
Jelly Escape
Atualmente, a equipe da TawStudio está produzindo o segundo jogo da série do porquinho aventureiro. Mr Bree + deve ser lançado no final de novembro deste ano.
Mr Bree +A equipe do GameCentury fez uma entrevista com o estúdio e traz para vocês na íntegra. Ao final da entrevista, você pode encontrar o site e o facebook da TawStudio.

1) Como surgiu a ideia de criar a TawStudio?

R: Surgiu da vontade de fazer parte do mesmo universo que mudou nossas vidas pra sempre, que nos deu uma nova perspectiva na infância. Eu (Marcelo) e o Lucas fizemos um curso técnico de multimídia pelo Senac – Taubaté e ao final do curso nos juntamos no quintal da casa do Lucas para começar a aprender fazer jogos de verdade. Depois de 6 meses tentando, finalmente ingressamos no mercado de webgame e fomos crescendo a partir disso.

2) Qual o tamanho da equipe hoje em dia ?

R: 5 integrantes no total:

Gabriel Alves (artista)

Gregório Toth (programador)

Lucas Jock (Game/Level designer e produtor)

Marcelo Lopes (artista)

Matheus Lopes (compositor)

Vale lembrar que, no começo, a equipe contava com o programador e game designer “Nemo Stein” que contribuiu significativamente para a evolução da nossa equipe e que participou de projetos conosco, porém, os caminhos se separaram e o Nemo hoje tem seu próprio estúdio com o qual fazemos parcerias esporádicas, o estúdio se chama “Sour Bit”.

3) Como surgiu a ideia o conceito do Mr Bree ?

R: Surgiu de um protótipo que se chamava “Little Bree”. Era para ser um jogo de teste sobre um porquinho que perdeu a memória e tinha que recuperar seus movimentos e lembrar o caminho de casa (idéia original do Gregório), mas à medida que o projeto foi se desenvolvendo, nós não conseguimos nos conter e fomos fermentando a idéia. O Gabriel, artista, desenhou um conceito de um porco heroico, cheio de personalidade e que tinha um aspecto de pai de família. Foi quando nasceu o “Mr. Bree”.

4) Quanto tempo leva em média o desenvolvimento de um jogo indie ?

R: Creio que o tempo de desenvolvimento de um jogo esta mais relacionado com a complexidade do projeto e também com a plataforma para qual o jogo será desenvolvido. Se é indie ou não, isso não interfere tanto no tempo de desenvolvimento. Um jogo indie pode ser feito em 1 ano  por uma equipe de 15 profissionais no seu tempo livre ou pode ser feito em 4 meses por uma equipe iniciante de 5 pessoas por exemplo.

5) Como é a experiência de já ter ganho vários prêmios com seus jogos ?

R:É realmente uma experiência fantástica. Independente da relevância do prêmio, quando você percebe que alguém de fora conseguiu absorver tudo aquilo que você canalizou no trabalho, toda a dedicação e amor numa coisa que é muito pessoal, é realmente uma recompensa.

Cremos acima de tudo, que cada prêmio que recebemos foi uma questão universal de merecimento, não porque achamos que o nosso jogo é o melhor, mas porque realmente colocamos nossa vida nele e esse esforço merece ser recompensado, assim como todo esforço honesto em qualquer trabalho deve ser.

6) Quando deve ser lançado o Mr Bree+ ?

R: Temos previsão de lançamento para o final de novembro deste ano.

7) Quais são as dificuldades de se produzir um jogo independente no Brasil ?

R: Todas! Na verdade, a parte mais difícil é que você não pode fazer disso um trabalho integral. Pra você ter o luxo de trabalhar num projeto indie em tempo integral, é preciso ter dinheiro, e para convencer alguém a colocar dinheiro no seu sonho, aqui no Brasil, onde video-game não é cultura de trabalho é realmente muito complicado. E quando a gente trabalha parcialmente no projeto, o desgaste do dia-a-dia em outros trabalhos (que dão dinheiro) interferem dramaticamente no rendimento do projeto. Já vimos equipes desistirem por não conseguirem sincronizar o tempo livre dos integrantes.

8) De quanto é o gasto para se produzir um game independente no país ?

R: Depende muito da característica do projeto. Há quem faça jogos com R$ 10.000,00 e há quem não faça por menos de R$ 100.000,00. Mas realmente depende de vários fatores: Tamanho da equipe, complexidade do projeto, custo dos recursos tecnológicos e etc.

9) O novo jogo do Mr Bree será gratuito ou pago?

R: Pago. Já temos o “Mr.Bree: Returning Home” que é livre para jogar nos portais de jogos em flash. O “Mr.Bree+” foi pensado para o mercado de PC e para se pagar precisa ser vendido por cópia. No caso do jogo em flash, o patrocinador paga pela licença do jogo no portal.

10) Quantas ideias e projetos são descartados até chegar na ideia e projeto final ?

R: Depende bastante da “sincronicidade” da equipe. Quando se tem uma equipe pequena de grandes amigos como é o nosso caso, fica mais fácil chegar num consenso, pois temos gostos parecidos e influências compartilhadas. Mas quando há uma grande equipe e muitas divergências, geralmente o trabalho de concepção é delegado a um profissional ou um time pequeno responsável por conceber uma ideia.

Há também casos de projetos que são descartados por questões orçamentárias, mas isso geralmente ocorre em grandes desenvolvedoras.

11) Na série Uncharted, a produtora seleciona primeiro o ambiente e depois constrói a história em cima. Como se inicia o projeto de vocês?

R: Os nossos projetos geralmente tem inicio na definição do gênero do jogo. Depois partimos para a definição das mecânicas e funções, e só depois disso concebemos o universo temático sempre com foco nos personagens. O ambiente vem por ultimo para complementar o universo acerca do enredo.

12) Quais foram/são suas influências de outros games para produzir seus próprios jogos?

R: Na sua grande maioria, são jogos de plataforma dos anos 90. Jogos do Mega Drive, Super Nintendo e PlayStation. Títulos como: Sonic, Mario Bros, Donkey Kong, Metroid, Castlevania, Megaman, etc… Jogos indie da atualidade também exerceram grande influência em nós, tais como “Super Meat Boy” entre outros.

13)  Hoje a produtora já tem mais de 6 mil likes no facebook e um público fidelizado. Como vocês avaliam isso para o futuro da produtora ?

R: Avaliamos como um aspecto positivo dos resultados dos nossos esforços. Com o apoio desta comunidade, fica mais fácil divulgar nosso trabalho e alcançar cada vez mais pessoas na missão de levar diversão para o público.

14) O que esperam do mercado de desenvolvimento de jogos no Brasil para os próximos anos?

R: Baseado em iniciativas que temos testemunhado por parte de grandes entusiastas e fomentadores juntamente com os desenvolvedores independentes, que com muita vontade estão unindo forças, acreditamos honestamente que o Brasil está se preparando para desempenhar um papel mais maduro na indústria dentro dos próximos anos.

15) Como avalia o futuro da TawStudio?

R: Incerto e preenchido de oportunidades.

16) Qual a mensagem que vocês deixariam para quem quer seguir nesta área ?

R: Começa rápido, começa pequeno, começa e termina.

Site -> http://tawstudio.com/

Página do Facebook -> https://www.facebook.com/TawStudio?fref=ts

Muito obrigado à equipe da TawStudio pela entrevista.